quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Errei!

Errei!

Fiz uma coisa que repudio e já deixei claro a minha opinião, diversas vezes, aqui nesse blog.

Estava andando pela rua e uma senhora, quase chorando, se aproximou de mim e me pediu "qualquer moeda" pra comprar comida. Fiquei olhando aquela mulher um tempo, enquanto ela contava sua história. Após contar sua história de vida, perguntei se ela não estava trabalhando. Disse que não. Perguntei, então, se estava procurando emprego e ela disse que sim. Senti tanta verdade, honestidade em seus olhos e tanta coerência na sua história, que coloquei a mão no bolso, peguei a primeira moeda que meus dedos tocaram e lhe entreguei. Quando me despedi, logo em seguida uma voz apareceu na minha cabeça:"Ela te enganou, seu bobo.".

Pois é. Arrependi-me, sinceramente, por ter dado aquela moeda. Esse meu ato foi de encontro a tudo que penso e sou contra. Acho que dar "qualquer moeda" para esses pedintes é estimular essa conduta. É estimular que mais pessoas façam isso e façam da rua seu escritório, que quando termina o "expediente", voltam pras suas casa.

Acertei com a razão, mas errei com o coração.

Um comentário:

Ana disse...

É caro amigo por isso de diz que erra é humano... Somos bombardeados todos os dias com publicidade enganosa e esses medigos são peritos nessas estratégias.

P.S. O algarve estava bom mas o Rio sim deixou saudades o algarve nem por isso. Mas como sempre a companhia sendo boa qualquer lugar fica mais belo, o que diga-se de passagem o rio ganha milhões de vezes em todos os aspectos por todos os motivos e mais alguns.
Bjs caraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa legalllllllll!