domingo, 26 de outubro de 2008

Novo prefeito do Rio de Janeiro

Eduardo Paes é o novo prefeito da cidade do Rio de Janeiro.

O poder emana do povo...

A voz de povo é a voz de Deus...

Como deixei claro aqui, meu voto foi pro Fernando Gabeira nos dois turnos. Infelizmente acabei de ter essa triste surpresa da vitória do Paes. Acreditava numa vitória do Gabeira.

Como sou carioca de coração, me resta esperar que o novo prefeito dê um jeito nessa cidade que está jogada às traças. Espero, de verdade, que seu plano de governo, que foi apresentado nos debates na TV, seja todo colocado em prática.

Espero que Gabeira venha como candidato a governador do Rio em 2010.

2 comentários:

maria disse...

Deixa eu dar pitaco na política alheia, rs

Sou gabeirense de carteirinha, sempre votei nele, votaria aí no RJ pra prefeito, é claro, mas não sei se ele repetiria o talento de poder legislativo no poder executivo. Até acredito que sim porque ele está na política há muito tempo, de bobo não tem nada.

Votei no Paes para governador. Até então, achava ele um cara bem razoável. Mas depois desta campanha no Rio, ele perdeu completamente o meu respeito. Não duvido da capacidade dele pra ser prefeito, mas com um secretariado "loteado" para as "forças do mal" é brincadeira...

Ele se queimou feio. E agora, pra limpar a barra, resta a ele ser um excelente prefeito e honestamente, torço pra isso, porque uns dizem que Paris é sua cidade natal, eu digo que é o Rio. Só que, politicamente, ele fez muito feio levando ao pé da letra a história de que os fins justificam os meios.

Quanto ao Gabeira, ainda temos Gabeira! No legislativo, executivo ou terceiro setor, creio que ele jamais abandonará a política e sua atuação sempre será parceira de todo o Rio de Janeiro.

Guilherme Faro disse...

Oi Maria. Quanto tempo.
Pois é. Em 2006 votei na Denise Frossard para governador.

Tinha esperanças que Gabeira vencesse as eleições. Eduardo Paes é cria do Cesar Maia e "maria vai com as outras" (desculpa, mas é uma expressão :) ). Chamou o Lula de "líder de quadrilha" e quando precisou do apoio dele, pediu desculpas. Que maravilha! É bem POLÍTICO mesmo.

Mas 2010 está chegando.