segunda-feira, 2 de março de 2009

Sem novidade

"Baixa aprovação em concursos faz sobrar vagas de juiz no país"

http://g1.globo.com/Noticias/Concursos_Empregos/0,,MUL1021083-9654,00-BAIXA+APROVACAO+EM+CONCURSOS+FAZ+SOBRAR+VAGAS+DE+JUIZ+NO+PAIS.html


Essa matéria saiu ontem, dia 1/3/09, no Globo Online. Para quem já estuda para a magistratura federal, por exemplo, ha algum tempo sabe que ha anos as vagas oferecidas quase nunca são preenchidas devido a grande dificuldade das provas. A matéria fala do despreparo dos candidatos, mas a questão não é tão "preto no branco" assim. Evidente que ha candidatos que não estão preparados, mas a banca examinadora é muito rígida com certas coisas que não fariam a menor diferença na vida funcional do profissional.

O concurso, para magistratura federal, consiste em 4 etapas eliminatórias:
1. o provão (caem todas as matérias)
2. as específicas
3. sentença
4. oral

Na primeira prova oral que fui assistir, um desembargador perguntou ao candidato qual era a natureza jurídica da alma!?!? Ou seja, ha, obviamente, o despreparo dos candidatos, mas a banca, também, escolhe quem vai passar por critérios para lá de subjetivos (para não dizer estranhos), quando o candidato chega a fase oral.

Tenho amigos que foram reprovados mais de 2 vezes na fase oral. Não é possível, que o candidato passe por 3 etapas e seja reprovado na fase oral por mais de 2 vezes. Já foi mostrado que ele sabe! Ha pessoas que são tímidas e ficam nervosas ao falarem em público e por isso, saem prejudicadas (por critérios para lá de estranhos por parte da banca) nessa etapa.

Paro por aqui para não começar a dizer besteiras.

2 comentários:

maria disse...

É, cuidado com o que vc diz aqui, hehehehe

Já que eu posso, vou falar: acho essas bancas irresponsáveis demais. Se preocupam com os próprios egos, se preocupam em humilhar candidatos. Acho a prova oral imoral, até mesmo porque envolve pessoalidade - ali é a famosa "janela".

Guilherme Faro disse...

Oi Maria. Quanto tempo.

Não quero expressar, REALMENTE, o que acho, pois dependo deles para passar. Concordo com você que a prova oral imoral, pois só serve para reprovar. O concurso público já é, por si só, para reprovar e não para passar.