sábado, 8 de novembro de 2008

A forte tendência

Tenho uma forte tendência, depois de algum tempo, de fazer as coisas no "automático". Obviamente, isso me induz ao erro. Mas é puramente involuntário, pois minha concentração já não é lá grandes coisas, ainda sim, se começo a fazer uma coisa reiteradamente, por diversas vezes, da mesma forma e sempre a mesma coisa, ai já viu né, meus pensamentos criam asas e vão por ai.

Isso acontece muito quando estou estudando uma matéria que não gosto, como direito civil. São páginas e páginas de leitura maçante, chata, pero essencial, e quando dou conta, meu pensamento está nos próximos livros que terei que ler, em começar a estudar matérias que gosto, na minha esposa, nas próximas viagens, nos meus treinos de jiu-jitsu, na minhas corridas...

Já estou fazendo exercícios para "melhorar" minha concentração, mas é um processo lento e por isso, as vezes acho que não está funcionando nada.

Por que não nasci um gênio? Polparia-me de decepções como essa. :)

Só vislumbro uma forma de me manter "alerta" e "concentrado"; diminuir o tempo de leitura da mesma matéria, voltando nela mais vezes por dia. Ou seja, manter a rotatividade e não deixar cair na mesmice.

Será que isso vai dar certo?

4 comentários:

maria disse...

Você fez aula de penal com o Cláudio Lopes, do Master? (bem, na época em que fiz foi no Master)

Uma vez ele disse uma coisa muito interessante, que eu guardei e acabo usando em tudo: o que importa não é o tempo da partida, mas o tempo de bola em jogo.

Bem, você não nasceu um gênio porque, se tivesse nascido, ou teria inventado um google da vida e estaria despreocupado em passar em concurso, ou seria um nerd estudioso de qualquer coisa, igualmente despreocupado em passar em concurso. Aliás, acho que ser "gênio" deve ser isso, ser despreocupado com o resultado do que se faz... sei lá.

Bem, duas coisas:

1. tô na torcida, :)
2. gostei do layout novo!

Guilherme Faro disse...

Oi Maria.
Obrigado.

Nunca tive aula com ele. Fiz curso no CEPAD e devo entrar no ENFASE ou FOCUS, que são direcionados pra área federal.
Pois é, como diz um amigo meu, "vou passar na prova, não por ter uma inteligência acima da média, mas por ter muitas horas de vôo de estudo com qualidade".
Tudo bem por ai?

Ana disse...

Poh cara, desculpa lá mas como é que é possível concentrar numa cidade como o Rio?! Eu cá, com este frio, já só consigo ver a praia de copacabana, a beber uma bela caipirinha com vocês e comer uma bela empada daquelas k vocês sabem k eu adoro.
Aqui sou mesmo obrigada a ficar por casa se não quero perder o nariz k acaba por congelar, mesmo com dez quilos de roupa que, diga-se de passagem é por isso que as portugas parecem mais gordas ihihihihihhiih

Bem o segredo tá mesmo na qualidade do que estás a fazer, e não a quantidade. Eu quando começo a divagar arrumo a pasta(sacola) e vou arejar. Resulta sempre

Guilherme Faro disse...

Aninha!!!!!!!!!! Quer trocar de lugares? Você vem pra cá e nós vamos pra ai. O que acha?
beijo